Política

Lava Jato: Telegram nega que tenha sido alvo de invasão hacker

Em resposta a um internauta no Twitter, o app disse que a suposta invasão pode ter ocorrido após um sequestro do login de Moro através de um programa

[Lava Jato: Telegram nega que tenha sido alvo de invasão hacker]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 11 de Junho de 2019 ⋅ 12:21

Através de uma mensagem hoje nas redes sociais, o aplicativo Telegram comunicou que não houve qualquer tipo de invasão em seus sistemas que permitisse acesso ao celular do ministro da Justiça, Sérgio Moro, que afirmou ter sido alvo de hackers. Mensagens trocadas entre o ex-juiz federal e membros da força-tarefa da Lava Jato foram divulgadas pelo site Intercept Brasil.

Em resposta a um internauta no Twitter, o app respondeu que a suposta invasão pode ter ocorrido após um sequestro do login de Moro através de um programa.

"Muito provavelmente, um dispositivo assumido através de malware de terceiros-ou um código de login sequestrado para uma conta que não use uma senha. Recomendamos definir uma senha de verificação de 2 etapas para qualquer pessoa que tenha motivos para duvidar de suas operadoras ou governos", declarou o app. 

Notícias relacionadas

[ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL]
Política

ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM avaliou que falta maturidade política aos membros da sigla de Jair Bolsonaro