Política

'Houve uma incompatibilidade de gênios', diz Onyx sobre saída de Levy

"Não houve sintonia", segundo o ministro

['Houve uma incompatibilidade de gênios', diz Onyx sobre saída de Levy]
Foto : Fernando Frazão/Agência Brasil

Por Catarina Lopes no dia 17 de Junho de 2019 ⋅ 21:00

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou hoje (17) que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não teve "sintonia" com o ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy. "Houve uma incompatibilidade de gênios, não houve sintonia", disse Onyx.

Ele naturalizou a situação, declarando que "é vida que segue; foi algo respeitoso e natural. É questão natural do governo”, e afirmou que Bolsonaro deseja que o próximo presidente do BNDES "abra a caixa preta" da instituição.

Notícias relacionadas