Política

Engenheiro boliviano diz que teve software usado para disparos pró-Bolsonaro

"As pessoas que fizeram campanha para o candidato Bolsonaro usaram meu software, mas nem sequer compraram as licenças, usaram a versão demo [teste]”

[Engenheiro boliviano diz que teve software usado para disparos pró-Bolsonaro]
Foto : Reprodução

Por Juliana Almirante no dia 19 de Junho de 2019 ⋅ 11:40

O engenheiro boliviano Nicolás Hinojosa, afirmou, em vídeo postado no YouTube, que seu software de envio de mensagens em massa por WhatsApp foi utilizado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante a campanha eleitoral do ano passado.

Segundoe ele, por conta disso, seu número foi bloqueado pelo aplicativo. "Lamentavelmente, na semana passada, bloquearam meu número de WhatsApp por causa do que aconteceu no Brasil. As pessoas que fizeram campanha para o candidato Bolsonaro usaram meu software, mas nem sequer compraram as licenças, usaram a versão demo [teste]”, diz Hinojosa.

O vídeo foi postado em 31 de outubro de 2018 e revelado em reportagem da Folha hoje (19).

Em outubro de 2018, o jornal publicou uma reportagem que mostrou que empresas brasileiras compraram de agências de marketing pacotes de mensagens em massa contra o PT. À época, a campanha de Bolsonaro negou ter conhecimento sobre as mensagens enviadas. 

Na última terça-feira (18), outra matéria mostrou que o dono de uma agência de marketing na Espanha afirmou que empresas brasileiras contrataram sua firma para disparar mensagens a favor de Bolsonaro.

Notícias relacionadas