Política

63ª fase da Lava Jato: Dois ex-executivos da Odebrecht são alvos de mandados de prisão

Na mesma operação, denominada Carbonara Chimica, dois mandados de busca e apreensão são cumpridos na Bahia

[63ª fase da Lava Jato: Dois ex-executivos da Odebrecht são alvos de mandados de prisão ]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 21 de Agosto de 2019 ⋅ 07:18

Os dois ex-executivos da Odebrecht Maurício Ferro e Nilton Serson são alvos dos mandados de prisão temporária da 63ª. fase da Operação Lava Jato, denominada Carbonara Chimica, de acordo com o portal G1.

Os mandados de prisão são cumpridos em São Paulo,  juntamente com oito mandados de busca e apreensão. Outros dois mandados de busca e apreensão são cumpridos na Bahia.

Segundo a PF, esta fase investiga a suspeita de pagamentos periódicos por parte da Odebrecht a dois ex-ministros identificados na planilha da empreiteira como "Italiano" e "Pós-Itália".

Em depoimento, Marcelo Odebrecht  declarou que "Italiano" se referia ao ex-ministro Antônio Palocci e "Pós-Itália" era Guido Mantega.

Foi determinado o bloqueio de R$ 555 milhões dos investigados.

O pagamento da propina tinha como objetivo, entre outras ações, a aprovação de medidas provisórias que instituiriam o programa chamado de Refis da Crise.

As investigações apontam que a propina teria sido destinada a um casal de publicitários para dissimular a origem da quantia.

Notícias relacionadas