Política

'Até 31 de dezembro de 2026, eu assino', diz Bolsonaro sobre prêmio a Chico Buarque

Presidente sinalizou que não deve assinar o diploma do Prêmio Camões

['Até 31 de dezembro de 2026, eu assino', diz Bolsonaro sobre prêmio a Chico Buarque]
Foto : Antonio Cruz/ Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 09 de Outubro de 2019 ⋅ 12:40

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou ontem (8) que não deve assinar o diploma que será concedido ao compositor, cantor e escritor Chico Buarque pelo Prêmio Camões, o principal troféu literário da língua portuguesa.

Questionado sobre o assunto na entrada do Palácio da Alvorada, Bolsonaro respondeu, primeiro, que sua decisão é um “segredo”. Depois, disse que tem até 2026 para assinar o diploma. A cerimônia de entrega está prevista para abril de 2020.

“É segredo. Chico Buarque?”, disse. “Eu tenho prazo? Até 31 de dezembro de 2026, eu assino”, respondeu, fazendo alusão a uma possível reeleição. Seu mandato termina em dezembro de 2022.

O valor total do prêmio é de € 100 mil (em torno de R$ 447,3 mil), dividido entre os dois países. A parcela que cabia ao governo brasileiro já foi depositada em junho, mas o diploma ainda não foi assinado por Bolsonaro.

Leia mais:

Bolsonaro é pressionado a não assinar diploma de prêmio Camões de Chico Buarque

Chico Buarque vence Prêmio Camões de literatura

Notícias relacionadas