Política

Bolsonaro diz que não come carne no Japão até mercado ser aberto a brasileiros

Comentário é parte do esforço para expandir mercado a produtos agropecuários

[Bolsonaro diz que não come carne no Japão até mercado ser aberto a brasileiros]
Foto : José Dias/PR

Por Catarina Lopes no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 18:40

Em tom de brincadeira, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) declarou, durante viagem ao Japão, que não irá comer carne no país até os japoneses abrirem o mercado para carne suína e bovina brasileira. Da última vez que foi ao país, o presidente foi a uma churrascaria. O comentário é parte do esforço do governo para abrir o mercado para produtos agropecuários.

De acordo com Bolsonaro, o esforço foi iniciado meses atrás pela ministra da Agricultura, Tereza Cristina, com o apoio do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Economia, Paulo Guedes. O presidente declarou hoje (21), durante passeio pelas ruas de Tóquio, que a carne brasileira é superior às exportadas para a Ásia, como a australiana.

Enquanto ia ao santuário xintoísta Meiji, Bolsonaro também mencionou a possibilidade do Brasil exportar cachaça para o Japão. "Mas se o (ex-presidente) Lula não conseguiu (exportar cachaça)...", comentou, em tom irônico.

Notícias relacionadas