Domingo, 28 de novembro de 2021

Política

Alckmin recusa proposta do PSDB para ser candidato a vereador em São Paulo

Ex-governador pretende se dedicar à medicina, segundo a Folha

Alckmin recusa proposta do PSDB para ser candidato a vereador em São Paulo

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Por: Juliana Rodrigues no dia 02 de novembro de 2019 às 16:20

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, recusou um convite do PSDB para disputar uma vaga de vereador em São Paulo no ano que vem. A proposta, extensiva à sua esposa, Lu Alckmin, foi feita há cerca de dois meses pelo presidente do diretório tucano na capital paulista, Fernando Alfredo. A informação foi divulgada pela rádio CBN.

O intuito do PSDB seria transformar Alckmin num puxador de votos, o que contribuiria, segundo Alfredo, para aumentar a bancada do partido na Câmara dos atuais 10 vereadores para até 16.

Segundo o presidente do diretório, em caso de recusa de Alckmin, Lu poderia ser lançada como candidata a vereadora. Como argumento, Alfredo usou o fato de que em 2020, pela primeira vez, não haverá coligação para a eleição proporcional, o que cria a necessidade de que os partidos apresentem chapas fortes para a Câmara.

Alckmin teria dito, na ocasião, que iria pensar no assunto. No entanto, em entrevista à Folha, o ex-governador disse que não irá disputar nenhum cargo na eleição de 2020. "Estou me dedicando à medicina, e pretendo fazer um mestrado ou doutorado na área de saúde no ano que vem", afirmou o tucano. Além disso, pretende continuar dando aulas na Uninove e na Unimes, em Santos.

Alckmin recusa proposta do PSDB para ser candidato a vereador em São Paulo - Metro 1