Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Moro diz que vazamento de mensagens pretende 'anular condenações' de corruptos

Moro voltou a dizer que o vazamento seria resultado de hackeamento criminoso e que a autenticidade dos diálogos ainda não foi comprovada

[Moro diz que vazamento de mensagens pretende 'anular condenações' de corruptos]
Foto : Marco Santos

Por Juliana Almirante no dia 12 de Novembro de 2019 ⋅ 12:20

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sugeriu, em entrevista à Rádio Bandeirantes, que o vazamento de mensagens de procuradores da força-tarefa da Lava Jato pelo site The Intercept pretende "anular condenações" de corruptos. 

"Apesar de alguns se vangloriarem por isto, a meu ver existe apenas uma divulgação de supostas mensagens, obtidas por meios criminosos, para anular condenações de pessoas que cometeram crimes graves de corrupção. Não vejo como isso possa ser positivo para qualquer pessoa de bom senso", declarou o ministro.

Ele voltou a dizer que o vazamento seria resultado de hackeamento criminoso e que a autenticidade dos diálogos ainda não foi comprovada. 

"O que houve foi um hackeamento criminoso, uma invasão criminosa de celulares dos procuradores. Foi uma divulgação de mensagens, cuja autenticidade até hoje não foi demonstrada, com absoluto sensacionalismo, coisas exageradas que mostram um desconhecimento da prática jurídica", afirmou.

De acordo com o The Intercept, as mensagens publicadas na série de reportagens foram encaminhadas ao veículo por uma fonte anônima. O site sustenta que seu único papel foi de recebimento do material, o que teria ocorrido antes na notícia de invasão do celular de Moro. 

Notícias relacionadas