Política

PSL acelera ofensiva contra aliados de Bolsonaro após mudança de partido

No mesmo dia da saída do chefe do Poder Executivo, o partido decidiu acelerar os processos de suspensão de 19 deputados

[PSL acelera ofensiva contra aliados de Bolsonaro após mudança de partido]
Foto : Isac Nóbrega/PR

Por Matheus Simoni no dia 13 de Novembro de 2019 ⋅ 09:40

O presidente do PSL, o deputado federal Luciano Bivar (PE), deu início a uma ofensiva contra aliados do presidente Jair Bolsonaro, que deixaram a legenda para fundar o Aliança pelo Brasil. No mesmo dia da saída do chefe do Poder Executivo, o partido decidiu acelerar os processos de suspensão de 19 deputados, entre os quais o atual líder na Câmara, Eduardo Bolsonaro (SP). De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a ideia do grupo Bivar é a de suspender o filho do presidente das atividades partidárias na próxima semana. 

Bolsonaro tornou pública sua decisão de deixar o partido pelo qual se elegeu na terça-feira (12) em redes sociais, após reunião com deputados aliados. A agremiação a ser fundada será a nona de sua carreira política. 

O racha no partido ficou evidente em outubro, quando Bolsonaro disse que Bivar está "queimado pra caramba", diante das denúncias de candidaturas de laranjas nas eleições de 2018.O PSL tem a segunda maior bancada da Câmara, com 53 deputados.
 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial]
Política

Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Dezembro de 2019 ⋅ 14:28 em Política

Titulares das pastas da Educação, Casa Civil e Minas e Energia devem ser substituídos, segundo interlocutores do governo