Política

Bebianno nega ter produzido dossiê e desafia Bolsonaro a passar por detector de mentiras

Ex-ministro diz que Bolsonaro recebeu papéis contra “o príncipe” de “um delegado federal e um coronel do Exército”

[Bebianno nega ter produzido dossiê e desafia Bolsonaro a passar por detector de mentiras]
Foto : Fernando Frazão/Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 14 de Novembro de 2019 ⋅ 13:20

O ex-ministro Gustavo Bebianno (PSDB) gravou um vídeo para rebater a versão de que teria produzido um dossiê para evitar que o deputado Luís Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP) se candidatasse a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro. As informações são da coluna Painel, da Folha. 

Ex-braço direito do presidente, Bebbiano afirma, na gravação, que Bolsonaro recebeu papéis contra “o príncipe” de “um delegado federal e um coronel do Exército”.

O relato sobre o recebimento dos documento teria sido feito, segundo o ex-ministro, pelo próprio Bolsonaro, na véspera da indicação de seu vice, por telefone, às 4h30 da manhã.

Bebbiano ainda desafiou o presidente a contraditar sua versão e disse que ambos poderiam ser testados com um detector de mentiras.

O ex-ministro contou que recebeu um telefonema de Bolsonaro na sua casa, de madrugada, e aponta que o deputado Julian Lemos (PSL-PB) seria testemunha do contato.

Bebianno ainda alega que Bolsonaro disse ter recebido um dossiê contra “o príncipe” que teria imagens dele em uma “suruba gay”, em “baile de máscaras gays” e ainda relatos de envolvimento com gangues de rua que “agridem mendigos”.

O ex-ministro considerou o relato surreal, mas no dia seguinte ao telefonema, Bolsonaro descartou o "príncipe” como vice e definiu o nome do general Hamilton Mourão para o posto.

Notícias relacionadas