Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

MPF investiga uso de verba de gabinete de Tiririca

Investigação foi instaurada para apurar se o deputado utilizou “verba de gabinete para realizar viagens particulares”

[MPF investiga uso de verba de gabinete de Tiririca ]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 28 de Novembro de 2019 ⋅ 14:00

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou uma investigação para apurar se o deputado Tiririca, eleito por São Paulo, utilizou “verba de gabinete para realizar viagens particulares”.

A Câmara estabelece que os recursos destinados à viagens de político têm de estar relacionados com o exercício do mandato ou com deslocamentos para a sua base eleitoral. Tiririca teria comprado, com dinheiro público, passagens aéreas para o Ceará, seu estado natal. 

O MPF, portanto, apura num inquérito civil se os gastos com passagens aéreas do deputados e seus assessores tiveram como finalidade cumprir agenda parlamentar ou se foram utilizadas com outro propósito.

Segundo a Veja, o parlamentar eleitor por São Paulo costuma postar fotos em suas redes sociais divulgando show no Ceará e somente em 2019 seu gabinete desembolsou mais de R$ 70 mil em dinheiro público para se deslocar dezenas de vezes de Brasília para Fortaleza.

A equipe de Tiririca, entretanto, garantiu que todas as passagens são compradas de acordo com as regras da Câmara.

Notícias relacionadas