Política

Bolsonaro defende indulto natalino para policiais

"Ou tem indulto para todo mundo ou não tem para ninguém. Quem assina sou eu", disse o presidente

[Bolsonaro defende indulto natalino para policiais]
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Dezembro de 2019 ⋅ 18:00

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a inclusão de policiais no indulto natalino deste ano. A medida, uma promessa do chefe do Executivo nacional, não foi adotada pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) na elaboração da proposta do benefício. Ao deixar o Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse, hoje (14), que a categoria será beneficiada pela medida ou não assinará o indulto deste ano.

"O indulto não é para determinadas pessoas, mas sim pelo tipo de crime pelo qual ela foi condenada. Vai ter policial, sim. Civil e militar, tudo lá", disse o presidente, queixando-se de que o conselho "esqueceu" dos policiais. 

"Não é justo. Tem policial que está preso por abuso porque deu dois tiros em um vagabundo de madrugada. Estava cumprindo sua missão. Não podemos continuar criminalizando policiais que fazem excelente trabalho", completou. 

Bolsonaro ainda disse que se o indulto não incluir os policiais ele poderá não assinar a medida. "Ou tem indulto para todo mundo ou não tem para ninguém. Quem assina sou eu".

Notícias relacionadas