Política

Rui Oliveira diz que sindicatos vão entrar com ação no STF contra reforma da Previdência estadual

A reforma foi aprovada no dia 31 de janeiro na Assembleia Legislativa do Estado

[Rui Oliveira diz que sindicatos vão entrar com ação no STF contra reforma da Previdência estadual]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por João Brandão/ Juliana Almirante no dia 24 de Fevereiro de 2020 ⋅ 11:03

Presente na Mudança do Garcia na manhã de hoje (24), o presidente da APLB, Rui Oliveira, disse ao Metro1 que a entidade sindical, juntamente com outras que representam servidores públicos estaduais, vão entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a reforma da Previdência estadual.

"(A reforma foi) Uma verdadeira tragédia. A gente não merecia isso do governo do estado. Uma reforma pior do que a de Bolsonaro. Houve muita luta, muita briga, muito atrito e não terminou ainda. Nós, trabalhadores do setor público, a APLB, Sindisaúde, Aduneb, dentre outras entidades, estamos entrando com uma Adin no Supremo Tribunal Federal, para barrar a Reforma da Previdência de Rui Costa", declarou o sindicalista. 

A reforma foi aprovada no dia 31 de janeiro na Assembleia Legislativa do Estado depois de protestos dos servidores e também de um imbróglio judicial, que chegou a suspender a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição na Casa. Depois o governo enviou uma nova PEC que acabou aprovada, com registro de mais manifestações e de invasão do plenário.

Notícias relacionadas