Política

Felipe Lucas rebate Barbosa e nega aumento de ambulantes: 'Não tem como acreditar nessa hipótese'

Secretário de Ordem Pública também disse que ambulantes reclamaram do esvaziamento do circuito Osmar (Campo Grande)

[Felipe Lucas rebate Barbosa e nega aumento de ambulantes: 'Não tem como acreditar nessa hipótese']
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Juliana Almirante no dia 27 de Fevereiro de 2020 ⋅ 09:45

O secretário de Ordem Pública de Salvador, Felipe Lucas, rebateu, em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã de hoje (27), a declaração que o Secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, deu à TV Record de que o número de ambulantes teria aumentado no carnaval deste ano. Para o titular da SSP-BA, isso teria contribuído com o número de brigas.

"Nesse ano a gente teve na Barra-Ondina e Campo Grande o mesmo número (de ambulantes), sem acréscimo. Houve um acréscimo em circuitos paralelos, como nos dez bairros com festas reforçadas e grandes atenções neste ano, o que nos ajudou, permitindo que alguns trabalhadores informais se sentissem mais seduzidos e convencidos de que era boa opçã tambem, já que nao tiverem acesso aos circuitos principais", disse. 

Para ele, não há como acreditar na hipótese levantada por Maurício Barbosa.  "Talvez a gente possa relacionar o aumento das brigas e aperto em razão do número de foliões e turistas, que foi realmente maior do que nos últimos anos, em razão do sucesso da festa", afirmou.

O secretário também disse que ambulantes reclamaram do esvaziamento do circuito Osmar (Campo Grande) e apontou que isso pode ser um dos motivos que levam à "turbulência" enfrentada no circuito Dodô (Barra-Ondina)

"Acho que tem que ser uma discussão coletiva, com várias mãos envolvidas para recuperar o circuito ou pensar em alternativas, para que a gente possa tirar essa aglomeração e concentração de um único circuito, o Barra-Ondina, e a gente conseguir desidratar e fazer as pessoas quererem ir para outros lugares", declarou. 

Notícias relacionadas