Política

Sírio-Libanês veta presença de médicos em reunião com Bolsonaro, diz coluna

Encontro trataria sobre uso de cloroquina em tratamentos para a Covid-19

[Sírio-Libanês veta presença de médicos em reunião com Bolsonaro, diz coluna]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Juliana Rodrigues no dia 02 de Abril de 2020 ⋅ 09:40

O hospital Sírio-Libanês vetou a presença de seus médicos em uma reunião realizada ontem (1º) com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto, sobre o uso da cloroquina em tratamentos para a covid-19.

Segundo a coluna de Bela Megale, no jornal O Globo, a ordem veio da cúpula do hospital. A avaliação é que ainda é prematuro ter qualquer conclusão sobre o uso do medicamento no combate ao coronavírus. Como o encontro debateria esse tema, a determinação foi de que nenhum médico do hospital poderia participar do encontro, nem os da unidade de Brasília.

Notícias relacionadas

[Weintraub associa ação da Polícia Federal ao nazismo]
Política

Weintraub associa ação da Polícia Federal ao nazismo

Por Kamille Martinho no dia 29 de Maio de 2020 ⋅ 21:30 em Política

O ministro vem sendo continuamente repudiado por entidades e representantes da comunidade judaica por declarações que, segundo os judeus, banalizam o Holocausto