Política

ACM Neto diz que ‘prorrogar mandato é golpe’: ‘Vou lutar contra’

Neto disse ainda que a eleição poderia acontecer em mais de um final de semana

[ACM Neto diz que ‘prorrogar mandato é golpe’: ‘Vou lutar contra’]
Foto : Elza Fiúza/ABr

Por Alexandre Galvão / Matheus Simoni no dia 13 de Maio de 2020 ⋅ 09:49

Prefeito de Salvador no segundo mandato, ACM Neto (DEM) não quer ficar mais dois anos à frente do cargo. A hipótese tem sido levantada por conta da discussão de adiamento de mandatos, em decorrência de dificuldades de fazer a eleição por conta da pandemia do novo coronavírus. Hoje (13), em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, o democrata disse que a possibilidade seria um “golpe” na democracia. 

“Não é bom eu ficar dois anos, não é bom para o país e vou lutar contra qualquer tentativa de prorrogação de mandato para coincidir eleição com 2022. Acho que isso, inclusive, é golpe. Tem que se respeitar a Constituição. Se vai dar para fazer eleição em 4 de outubro, é outra história. Acho muito difícil. Essa decisão tem que ser tomada agora, no começo de junho”, opinou. 

Neto disse ainda que a eleição poderia acontecer em mais de um final de semana. “Em questão prática, se você me pergunta da votação em si, o ato da eleição, poderia acontecer? Até poderia. Você decide, por exemplo, ao invés de um domingo só, seriam em dois. Ou em um final de semana só, ser em dois ou três. Tudo isso é possível, separação de filas, higienização do processo de votação, votação por ordem alfabética em cada sessão. O que não dá para ser feito é a campanha. E não existe eleição sem campanha, vamos ser claros”.

Notícias relacionadas