Política

Em delação, Dario Messer admite ser sócio em esquema ilegal que moveu US$ 1,6 bilhão

Conhecido como ‘doleiro dos doleiros’, ele chefiou esquema de operações de câmbio ilegal em 52 países

[Em delação, Dario Messer admite ser sócio em esquema ilegal que moveu US$ 1,6 bilhão]
Foto : Divulgação

Por Lara Curcino no dia 13 de Agosto de 2020 ⋅ 07:40

Dario Messer, conhecido como o “doleiro dos doleiros”, admitiu pela primeira vez, em interrogatório ontem (12), que era o sócio investidor da mesa do câmbio operada no Uruguai pelos também doleiros Claudio Barboza, chamado de “Tony”, e Vinicius Claret, cujo apelido era “Juca Bala”.

"Entre 2003 e 2017 eu fui o sócio investidor na mesa de câmbio do Uruguai, onde trabalhavam o Juca e o Tony. Eu tinha participação nos lucros e ocasionalmente sabia quais clientes continuavam operando com a mesa, entre eles a Dayse e o Marcello", disse Messer no depoimento. 

De acordo com as investigações da Lava Jato no Rio, Dario Messer comandou um esquema que movimentou US$ 1,6 bilhão em operações ilegais de câmbio em 52 países. Juca e Tony chegaram a ser presos acusados de corrupção e lavagem de dinheiro em estrutura chefiada pelo ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral.  

Notícias relacionadas