Política

Bolsonaro reage a críticas ao Renda Cidadã

Presidente pediu sugestões para atender os beneficiários do auxílio emergencial a partir de janeiro de 2021

[Bolsonaro reage a críticas ao Renda Cidadã ]
Foto : Alan Santos/PR

Por Metro1 no dia 29 de Setembro de 2020 ⋅ 16:55

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) reagiu hoje (29) à repercussão negativa do Renda Cidadã, e pediu sugestões para atender os beneficiários do auxílio emergencial a partir de janeiro de 2021. Desde que anunciou o projeto, o governo recebeu diversas críticas de agentes econômicos sobre a opção de financiamento apontada para sua construção. 

“Todo mundo tem consciência de que milhões de empregos e rendas foram destruídos com a política do ‘fique em casa, a economia a gente vê depois’. Chegou a fatura”, disse a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

Bolsonaro afirmou ainda que caso não seja encontrada solução para 20 milhões de beneficiários do auxílio emergencial, país poderá enfrentar "distúrbios sociais".

A fala do presidente ocorreu após críticas feitas ao Renda Cidadã sobre o uso de recursos de precatórios e do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica). Os agentes econômicos apontam que o governo fugiu da discussão devida sobre cortes de despesas e escolheu uma saída fácil, que pode comprometer as contas públicas.

Notícias relacionadas