Política

Após piada homofóbica, Bolsonaro pede desculpa e diz que era 'brincadeira'

Na quinta (29) Bolsonaro disse que virou "boiola" após ter tomado um refrigerante cor-de-rosade; declaração gerou críticas por parte de políticos do estado

[Após piada homofóbica, Bolsonaro pede desculpa e diz que era 'brincadeira']
Foto : Reprodução

Por Luciana Freire no dia 30 de Outubro de 2020 ⋅ 17:00

O presidente Jair Bolsonaro pediu desculpas em uma rede social por ter dito que virou "boiola" após ter tomado um refrigerante cor-de-rosa.

O comentário foi feito ontem (30), durante uma viagem ao Maranhão. Ao tomar o Guaraná Jesus, uma bebida tradicional do estado e um símbolo local, o presidente disse: "Agora virei boiola, igual maranhense, é isso? [risos] O guaraná cor-de-rosa do Maranhão aí, quem toma esse guaraná vira maranhense [risos]. Guaraná cor-de-rosa no Maranhão, que boiolagem isso aqui."

A declaração gerou críticas por parte de políticos do estado. Na noite desta quinta, em uma transmissão ao vivo em rede social, Bolsonaro pediu desculpas.

"Pessoal, fiz uma brincadeira. Se alguém se ofendeu, me desculpa aí, tá certo, do Guaraná Jesus, tendo em vista a cor dele, cor-de-rosa, tá certo? [...] Estou com a camisa do Sampaio Corrêa, em homenagem ao estado do Maranhão, onde fui tratado de forma muito carinhosa, estou muito feliz, estou emocionado, mando um abraço a todos os maranhenses", declarou.

Notícias relacionadas