Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Home

/

Notícias

/

Rádio Metropole

/

Em Sabatina do JC, Cris correia comenta relação com prefeito e assume ter votado em branco em 2022

Rádio Metropole

Em Sabatina do JC, Cris correia comenta relação com prefeito e assume ter votado em branco em 2022

A vereadora avaliou ainda os desafios da representatividade feminina na política

Em Sabatina do JC, Cris correia comenta relação com prefeito e assume ter votado em branco em 2022

Foto: Metropress/Fernanda Vilas Boas

Por: Metro1 no dia 10 de junho de 2024 às 18:52

Integrante da turma de vereadores de primeiro na Câmara Municipal de Salvador, Cris Correia (PSDB) foi uma das entrevistadas da quinta edição da Sabatina do Jornal da Cidade nesta segunda-feira (10). Durante a entrevista, a vereadora comentou sua relação com o prefeito Bruno Reis (União), seus projetos nestes quatro anos de mandato e os desafios da representatividade feminina na política.

Relação com o prefeito 

Segundo Cris Correia, hoje ela vive um dos melhores momentos da sua relação com o prefeito Bruno Reis. Para ela, a proximidade da eleição municipal que vai acontecer em outubro ajudou a aproximar os dois. “É claro que nós que somos da base também, que compomos esse grupo. E a gente, a partir de agora, literalmente vai às ruas, veste a camisa [...] Então, eu acho que essa relação é cada dia mais intensa, cada dia mais harmoniosa, porque estamos preparados para a eleição 2024, e estamos preparados sobretudo pelo trabalho desenvolvido nesses últimos quatro anos”, disse.

Representatividade na política

Sobre a eleição para o Executivo soteropolitano, Cris Correia foi questionada sobre a participação das mulheres nas chapas, que em Salvador estão figurando apenas o posto de pré-candidatas a vice-prefeitas. A vereadora considerou importante a ocupação desses espaços, mas disse ser contra a possibilidade de toda chapa ser obrigada a ter uma mulher como candidata a vice.“É extremamente importante. Mas eu acho que essa associação direta de que para toda a chapa que vai disputar um espaço na majoritária tem que ter uma mulher como vice, isso é que eu acho que é um equívoco”, comentou a vereadora, discordando de que houve um retrocesso na representatividade das mulheres encabeçando chapas.

“Se você parar pra pensar, nós mulheres dentro da política estamos avançando, nós estamos conquistando espaços. Não me permito fazer essa dissociação de que houve um retrocesso para a chapa majoritária e não houve um retrocesso para a proporcional. Porque eu acho que o nosso avanço tem e é resultado de um processo construtivo. É óbvio, se a gente pensar numa perspectiva de chapa majoritária, hoje os espaços políticos têm uma disputa muito mais acirrada e é um contexto social totalmente diferente do passado [...] Nós estamos avançando, estamos progredindo e quando isso acontece, como diz, as forças contrárias começam a atuar, começam a agir”, completou. 

Posicionamento na eleição presidencia

Ainda durante a sabatina, Cris, que começou sua carreira na política nos bastidores, como assessora do empresário e então prefeito de Mata de São João João Gualberto, foi questionada se teria a ambição de pleitear um cargo no Executivo e respondeu que, por enquanto, não: “não estou na vereança pensando em 2026, o meu crescimento sempre foi devagar, esse é o estilo que adoto”, disse a vereadora, que também foi questionada sobre seu posicionamento durante as eleições presidenciais de 2022.

“Eu sou totalmente contra votar nulo, votar em branco, totalmente contra. Mas no segundo turno eu fiz isso, infelizmente, eu não votei em nenhum. Porque nenhum dos dois me representa, Lula não me representa e Bolsonaro também não me representa”, disse.

Confira a sabatina na íntegra: