Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Saúde

Autorização da Anvisa vale para vacinas importadas, não feitas no país, diz Pazuello

Segundo o ministro, a solicitação para liberar as doses de Coronavac produzidas no país deve ser feita pelo Instituto Butantan nos próximos dias

[Autorização da Anvisa vale para vacinas importadas, não feitas no país, diz Pazuello]
Foto : Euzivaldo Queiroz/ Especial MS

Por Juliana Rodrigues no dia 18 de Janeiro de 2021 ⋅ 09:40

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou, em coletiva de imprensa realizada ontem (17), que a autorização para uso emergencial dada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para as vacinas de Oxford/AstraZeneca e Coronavac vale apenas para os imunizantes importados, não os fabricados no país.

"O Butantan ainda não pediu autorização de uso emergencial para estas doses produzidas no Brasil. Os senhores têm que entender que a autorização emergencial dada pela Anvisa é para as 6 milhões de doses importadas", disse Pazuello.

Questionado se o mesmo valia para as vacinas da AstraZeneca, o ministro concordou e afirmou que "o negócio é complexo". De acordo com ele, a solicitação para liberar as doses de Coronavac produzidas no país deve ser feita pelo Instituto Butantan nos próximos dias.

Notícias relacionadas