Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Saúde

Pela primeira vez desde o início da pandemia, país inteiro apresenta piora nos indicadores da Covid-19, diz Fiocruz

Para enfrentar esta situação, a Fiocruz defende manutenção de medidas preventivas e adoção de restrição de circulação de pessoas e atividades não essenciais

[Pela primeira vez desde o início da pandemia, país inteiro apresenta piora nos indicadores da Covid-19, diz Fiocruz]
Foto : Felipe Dalla Valle/ Palácio Piratini

Por Adele Robichez no dia 03 de Março de 2021 ⋅ 13:40

De acordo com um boletim especial publicado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) ontem (2), pela primeira vez desde o início da pandemia, o país inteiro apresenta uma piora dos indicadores da Covid-19. Os parâmetros analisados são o número de casos e óbitos pela doença; os níveis de incidência de síndrome aguda respiratória grave (SRAG); os diagnósticos realizados por meio de testes; a sobrecarga dos hospitais. Até este momento, os estados brasileiros apresentavam estágios diferentes.
 
Ainda de acordo com a instituição, este cenário é apenas “a ponta do iceberg de um patamar de intensa transmissão no país”. Atualmente, 19 estados apresentam taxas de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) acima de 80%.
 
Para enfrentar esta situação, a Fiocruz defende, entre outras, a manutenção de medidas preventivas, como o distanciamento social, o uso de máscaras e o higiene das mãos até o fim da pandemia; a adoção de decretos mais rigorosos de restrição da circulação de pessoas e atividades não essenciais; e campanhas de conscientização para reforçar a importância da população respeitar as medidas e se vacinar.

Notícias relacionadas