Saúde

Ocorrências de Guillain-Barré têm aumento de mais de 300% na Bahia

Entre janeiro e agosto deste ano, 42 casos da síndrome foram confirmados

[Ocorrências de Guillain-Barré têm aumento de mais de 300% na Bahia]
Foto : Marcos Santos/USP Imagens

Por Juliana Rodrigues no dia 25 de Setembro de 2018 ⋅ 10:20

O número de casos da síndrome de Guillain-Barré na Bahia aumentou em 2018, de acordo com dados da Secretaria de Saúde do Estado.

Entre janeiro e agosto deste ano, já foram 42 casos confirmados. O índice é quatro vezes maior do que o registrado em todo o ano de 2017, quando foram anotadas 10 ocorrências.

A síndrome de Guillain-Barré também representa quase 80% dos casos de doenças neuroinvasivas por arbovírus na Bahia. 

A doença, que é relacionada à infecção pelo zika vírus, atinge os nervos periféricos e impede que eles transmitam bem os sinais do cérebro aos músculos.

Como consequência, a pessoa pode sentir formigamentos, fraqueza, paralisia dos membros e dos músculos da respiração, com possibilidade de ficar tetraplégica caso a síndrome não seja tratada. 

Notícias relacionadas