Saúde

Anvisa recolhe lotes de medicamentos para pressão alta

Foram identificadas impurezas em alguns remédios

[Anvisa recolhe lotes de medicamentos para pressão alta]
Foto : Pixabay

Por Catarina Lopes no dia 09 de Maio de 2019 ⋅ 15:20

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária irá recolher aproximadamente 200 lotes de medicamentos para pressão alta. Ano passado, a Agência Européia de Medicamentos (EMA) identificou a presença de uma impureza no princípio ativo valsartana produzido por uma empresa chinesa. Desde então, a EMA começou a analisar todas as outras substâncias do tipo "sartana", encontrando outras impurezas de mesma classe.

A Anvisa informa que "a identificação dessas impurezas ocorreu de forma inesperada e pode estar relacionada à forma como a substância ativa é fabricada. Por isso, a Anvisa passou a investigar o caso no intuito de identificar se os medicamentos no mercado poderiam estar contaminados". Foram avaliadas 29 empresas e 111 medicamentos até agora. Eles recomendam que o tratamento não seja interrompido até ser feita a troca por outro remédio.

A Valsartana das empresas Zhejiang Huahai Pharmaceutical Co., Ltd,  Zhejiang Tianyu Pharmaceutical Co. Ltd, Hetero Labs Limited, Zhejiang Changming Pharmaceutical Co., Ltd, Macleods Pharmaceuticals Limited*, Jubilant Generics Limited*, Mylan Laboratories Limited, Alembic Pharmaceuticals Limited*,  Signa S.A., Aurobindo Pharma Limited teve a importação, manipulação, comercialização e uso suspensos.

O mesmo ocorreu com a Irbesartana da Aurobindo Pharma Limited e da Zhejiang Huahai Pharmaceutical Co. Ltd, assim como a Losartana da Zhejiang Huahai Pharmaceutical Co. Ltd. e da Hetero Labs Limited.

Notícias relacionadas