Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Saúde

Banco de leite materno: Brasil será exemplo para China, Rússia, Índia e África do Sul

País possui a maior e mais complexa Rede de Banco de Leite do mundo

[Banco de leite materno: Brasil será exemplo para China, Rússia, Índia e África do Sul]
Foto : Erasmo Salomão / ASCOM MS

Por Kamille Martinho no dia 27 de Outubro de 2019 ⋅ 15:00

O Brasil servirá de modelo para os países que compõe o BRICS [China, Rússia, Índia e África do Sul], para a coleta e distribuição de leite materno. A medida foi anunciada na última sexta-feira (25), em Curitiba (PR), durante a reunião de Ministros da Saúde dessas nações, com a criação da 1ª Rede de Bancos de Leite Humano do BRICS. 

“O Brasil tem tecnologia de organizar redes de bancos de leite humanos que reduza o tempo de permanência em UTIs de bebês prematuros e, com isso, melhorando os índices de mortalidade infantil. Agora, teremos uma Rede de Banco de Leite Humano em todo o BRICS. Todos os países devem adotar o modelo brasileiro”, destacou o ministro da Saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandetta.

A rede brasileira é responsável por coletar e distribuir leite materno, com controle rigoroso, a recém-nascidos de baixo peso. O leite materno tem tudo o que o bebê precisa até os seis meses de vida, protegendo-o contra doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias. Assim, é uma estratégia importante para redução de mortes em bebês.

Há 225 Bancos de Leite Humano no país, sendo que cada um dos 26 estados e o Distrito Federal possui pelo menos um.

Notícias relacionadas