Saúde

Mandetta diz que compras dos EUA à China cancelaram contratos no Brasil

Ele chegou a dizer que "demos um passo atrás" na aquisição desses itens fundamentais ao enfrentamento à Covid-19

[Mandetta diz que compras dos EUA à China cancelaram contratos no Brasil]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 02 de Abril de 2020 ⋅ 08:03

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, declarou que as compras feitas pelo Brasil da China de equipamentos de proteção individual, a exemplo de máscaras e gorros, "caíram" depois de os Estados Unidos adquirirem um grande volume de produtos.

De acordo com o jornal O Globo, Mandetta afirmou que a mesma corrida é registrada na busca por respiradores. Ele chegou a dizer que "demos um passo atrás" na aquisição desses itens fundamentais ao enfrentamento à Covid-19.

“Hoje os Estados Unidos mandaram 23 aviões cargueiros dos maiores para a China, para levar o material que eles adquiriram. As nossas compras, que tínhamos expectativa de concretizar para poder fazer o abastecimento, muitas caíram”, declarou.

O ministro disse que, no caso de respiradores, necessários para pacientes graves, fornecedores que já tinham sido contratados, no entanto, alegaram que não tinham mais estoque para atender.

“Nós tínhamos comprado, quando começamos a pedir. Entregaram a primeira parte. Na segunda parte, mesmo com eles contratados, assinados, com o dinheiro para pagar, quem ganhou falou: não tenho mais os respiradores, não consigo te entregar. Então, nós voltamos de algo que a gente achava que a gente já tinha, demos um passo para trás”, afirmou.

Notícias relacionadas

[Coronavírus: OMS suspende teste com hidroxicloroquina]
Saúde

Coronavírus: OMS suspende teste com hidroxicloroquina

Por Kamille Martinho no dia 25 de Maio de 2020 ⋅ 13:22 em Saúde

A decisão foi anunciada pelo diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, depois da revista The Lancet publicar um estudo sobre os riscos do remédio