Saúde

Estudo em ratos indica que derivado da maconha é eficiente contra covid-19

Testes com canabidiol trouxeram impacto positivo no tratamento de síndromes respiratórias

[Estudo em ratos indica que derivado da maconha é eficiente contra covid-19]
Foto : Divulgação

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Julho de 2020 ⋅ 12:30

Um estudo com roedores feito nos Estados Unidos aponta que a cannabis, por meio de um derivado da maconha, o CBD (canabidiol), traz vantagens quando usada para combater os sintomas da Covid-19.

No trabalho dos pesquisadores da Augusta University, na Geórgia (EUA), evidências mostraram que o uso do CBD ajuda no tratamento de severas inflamações pulmonares causadas pela Covid-19. O uso da substância apresentou impacto positivo no tratamento de Sars (síndromes respiratórias agudas graves) e do que é chamado muitas vezes de "tempestade inflamatória", uma resposta acima do normal do sistema imunológico de um indivíduo contaminado.

Os autores sugerem que o CBD consegue auxiliar reduzindo a produção de citocinas pró-inflamatórias e, assim, combatendo a tempestade. Ao diminuir citocinas específicas, é possível diminuir a inflamação, acabando com o desconforto e os danos respiratórios. Os resultados dos experimentos desses pesquisadores apoiaram essa teoria. Citocinas são proteínas produzidas pelo sistema imunológico.

Após os testes em roedores, os próximos passos são realizar observações em humanos, para que o CBD possa ser usado como um tratamento efetivo no combate a doentes de Covid-19 ou de outras doenças que comprometem o sistema respiratório.

Notícias relacionadas