Saúde

Ministério da Saúde retira do ar comunicado sobre compra de vacina CoronaVac

Pasta republicou o texto falando em 'possível aquisição'

[Ministério da Saúde retira do ar comunicado sobre compra de vacina CoronaVac]
Foto : Divulgação/ Governo de São Paulo

Por Luciana Freire no dia 21 de Outubro de 2020 ⋅ 19:00

O Ministério da Saúde retirou do ar e republicou com alterações, hoje (21), um comunicado à imprensa que falava sobre a aquisição de 46 milhões de doses da CoronaVac, a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac contra a Covid-19.

A vacina é motivo de embates entre a própria pasta, o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Na primeira versão, divulgada na tarde de ontem (20), o primeiro parágrafo do texto dizia que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, "assinou protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da Vacina Butantan - Sinovac/Covid-19, em desenvolvimento pelo Instituto Butantan".

Na segunda versão atualizada hoje (21), após declarações de Bolsonaro sobre a CoronaVac, o texto diz que o ministro havia assinado, ontem, o protocolo, "para possível aquisição de 46 milhões de doses da Vacina Butantan-Sinovac/Covid-19, em desenvolvimento pelo Instituto Butantan".

Notícias relacionadas