Turismo

Quilombo Kaonge é o paraíso das ostras no Recôncavo Baiano

Festa da OstraSe você gosta de ostra, tem um lugar que p-r-e-c-i-s-a conhecer na Bahia.  É o Quilombo Kaonge, uma das comunidades quilombolas da Rota da Liberdade, na Zona Rural de Santiago do Iguape, em Cachoeira, a 110 km de Salvador. 

[Imagem not found]
Foto : NaBahia

Por NaBahia no dia 28 de Outubro de 2017 ⋅ 07:06

Se você gosta de ostra, tem um lugar que p-r-e-c-i-s-a conhecer na Bahia.  É o Quilombo Kaonge, uma das comunidades quilombolas da Rota da Liberdade, na Zona Rural de Santiago do Iguape, em Cachoeira, município que fica a cerca de 110 km de Salvador. 

Desde 2009, o lugar recebe a Festa da Ostra, em um fim de semana por ano. Em 2017, a 9ª edição do evento acontece de 27 a 29 de outubro (também conhecido como neste fim de semana!), com diversas opções de pratos preparados com o molusco.

Ostra de tudo quanto é jeito: crua pescada na hora, frita no dendê, de moqueca ou ensopado
(Foto: Reprodução)

 

E o melhor: tudo bem fresquinho, feito pelas mesmas famílias que pegam as ostras no mar.  Os crustáceos são criados no Dendê, quilombo vizinho, nas águas do rio Paraguaçu.  É uma delícia atrás da outra. Moqueca de ostra (R$ 60, para dois), ostra assada no fogo de chão, frita no nagé, cozida no vapor e até crua (R$ 15  dúzia).  Pratos à base de dendê, iguaria fabricada de forma artesanal nas comunidades da região, acompanham a estrela principal. Você encontra da farofa ao vatapá, como se tivesse feito em casa. 

Neste fim de semana, a comunidade se prepara toda, enfeita a área, faz uma feirinha de artesanato e realiza oficinas. Vai ter apresentações de samba de roda e shows de artistas conhecidos. Neste sábado (28), Pedro Pondé se apresenta às 16h e Matheus Aleluia às 20h. Veja como foi o evento em 2016. 

 

 

Mas a boa notícia é que dá para comer ostra por lá praticamente o ano todo, respeitando os períodos de reprodução, é claro. O restaurante É d’ Oxum é uma excelente opção: só pedir, esperar o pouco e se deliciar. Mas quem prefere reservar pode falar com Juci (71 99624-4541, é WhatsApp também), que ela ajeita tudo direitinho. 

A comunidade do Kaonge se prepara para receber os visitantes na Festa da Ostra
(Foto: Reprodução/Cecvi)

Aqueles que quiserem conhecer melhor o movimento nos quilombos, pode optar por ficar mais um tempo e se hospedar na casa dos moradores, no esquema "cama e café". Mas isso é assunto para outro post. 

Se ligue!
Saindo de Santo Amaro da Purificação para Cachoeira, placas indicam o caminho para a BA 880, também chamada de Rota da Liberdade. Existe uma página no Facebook onde dá para acompanhar os eventos da região e se programar. 


Preços e serviços apurados em outubro de 2017

Notícias relacionadas