Turismo

Aumente a adrenalina: rafting é passeio imperdível em Itacaré

Praia, sombra e água fresca é a imagem que se tem quando o assunto é Itacaré. Mas também dá para acrescentar um pouquinho de aventura numa viagem a esse paraíso na Costa do Cacau. Rafting é o nome do esporte responsável por subir o nível de adrenalina dos viajantes nas corredeiras do Rio de Contas. 

[Imagem not found]
Foto : NaBahia

Por NaBahia no dia 17 de Novembro de 2017 ⋅ 07:44

Praia, sombra e água fresca é a imagem que se tem quando o assunto é Itacaré. Mas também dá para acrescentar um pouquinho de aventura numa viagem a esse paraíso na Costa do Cacau. Rafting em Taboquinhas é o responsável por subir o nível de adrenalina dos viajantes nas corredeiras do Rio de Contas. Confira nosso guia para aproveitar o melhor de Itacaré.

Calma, é turismo de aventura, mas nada que chegue a assustar. Com segurança, pode ser praticado por famílias inteiras, incluindo crianças a partir de 8 anos. Tudo vai depender do nível do rio, se choveu nos dias anteriores, coisa que dá para saber em uma simples conversa numa das agências que vendem o pacote. Então, se não for do tipo mais desbravador, pode deixar para decidir se fará o passeio quando chegar à região. De camping a resort, veja nossas apostas de hospedagem em Itacaré.

Rafting no Rio de Contas: 5 corredeiras de diferentes níveis
(Foto: Trilhas e Receptivo/Reprodução)

 

Mas não deixe de colocá-lo na sua lista de possibilidades, pois é uma maneira de ver o destino turístico de outro ângulo. Além do mar, desfrutar o paraíso de água doces, no meio da mata, e também conhecer uma comunidade menos turística, onde a vida segue em outra velocidade. É uma coisa que realmente vale a pena e dá um diferencial ao destino conhecido pelas praias exuberantes. Se você nunca tiver feito, então, é mais recomendado ainda! A força da água é algo impressionante. 

Na verdade, o passeio sai de Taboquinhas, distrito a cerca de 30 km da sede do município. Antes do surto de vassoura de bruxa que atingiu a região, Taboquinhas era mais importante do que Itacaré, pela concentração de fazendas de cacau. O Rio de Contas era o primeiro canal de escoamento do produto.
A maioria das pessoas fecha o pacote de rafting na Pituba, bairro onde estão concentrados restaurantes, bares e agências de turismo de Itacaré. Em geral, o preço varia entre R$ 100 e R$ 140, incluindo transporte até Taboquinhas, seguro e equipamento. Algumas empresas também abarcam uma tirolesa de 120m de comprimento e 9m de altura, no final do passeio. Esse pode ser um diferencial na hora de fechar com o vendedor. 

O esporte de aventura permite também desbravar a natureza da região
(Foto: Your local connection/Flickr/Reprodução)

 

Existe ainda a opção de contratar apenas o rafting, diretamente em Taboquinhas e pagar entre R$ 30 e R$ 40 a menos. Mas o que a primeira vista parece economia, não é tanto se você souber que a estrada de terra não oferece boas condições. É para ligar o alerta mesmo! 

Os passeios, em geral, duram quatro horas: duas de percurso no rio e duas de deslocamento (ida e volta). As saídas acontecem pela manhã e pela tarde. Na primeira opção, você estará com mais energia, mas em compensação terá como companheiro o calor mais forte. Já à tarde, o risco é já ter se cansado um pouco antes ou estar com a barriga cheia do almoço. 

Pedra do pulo: opção de aumentar ainda mais a adrenalina 
(Foto: Ecotrip/Reprodução)

 

São cinco corredeiras (Carrossel, Fumo, Funil, Corredor Polonês, Salto da Pancada) em um percurso de 3 km de extensão. Para os mais aventureiros, em uma das paradas, ainda há a opção de saltar de uma pedra de 9m de altura. E aí, vai encarar?

s grupos saem com no mínimo quatro pessoas. Se você não tiver de galera, terá que esperar por mais gente aparecer. Na baixa estação, isso é um inconveniente, mas na alta quase não há espera. Já que a procura pelo passeio é bem grande. Antes de começar, o instrutor explica como remar, onde sentar e como agir caso algo saia fora do previsto. É nesse momento também que o grupo escolhe o seu grito de guerra. É cada coisa que sai! Ao fim do passeio, em geral, a equipe está bem unida e entrosada, quase amigos de infância. 

Antes de sair do lugar, sempre rola aquela pergunta: com “aventura ou sem aventura?”, que vai determinar o grau de dificuldade que o grupo vai encarar. O rio de Contas possui corredeiras que variam do nível 1,5 ao 6 para rafting. Até o nível 4, é o ideal para amadores e estreantes no esporte. O passeio foi montado na região para que o maior número de pessoas possam fazê-lo. No Salto do Fumo (ou cachoeira do Fumo), de nível 6, por exemplo, os grupos apenas assistem ao barco descer queda d’água abaixo, sozinho. 

Se você é marinheiro de primeira viagem, preste atenção na lista do que levar para o passeio:
- Use sunga ou biquíni por baixo, pois seca mais rápido. Por cima, use roupas leves, bermudas e shorts de supplex ou lycra
- Nos pés, use botinhas de neoprene ou tênis com solado de boa aderência
- Toalha e muda de roupa seca
- Sacos plásticos para guardar a roupa molhada
- Protetor solar e repelente de mosquito
- Máquina fotográfica: só se for em um saco apropriado para não molhar. Mas nem precisa se preocupar com isso: no final do passeio, existe a possibilidade de comprar um CD com uma centena de fotos dos melhores momentos da aventura (em média R$ 40)
- Água potável

Se  ligue!

Algumas empresas que fazem o passeio: 
Ativa Rafting
Ecotrip
Trilhas e Receptivos
Preços e serviços apurados em novembro de 2017
 

Notícias relacionadas

[Gol e Air France KLM prorrogam parceria por mais cinco anos]
Turismo

Gol e Air France KLM prorrogam parceria por mais cinco anos

Por Metro1 no dia 04 de Novembro de 2019 ⋅ 14:20 em Turismo

Acordo de codeshare, pelo qual companhia aérea transporta passageiros cujos bilhetes tenham sido emitidos por outra companhia, já transportou mais de 1 milhão de clientes

[Air Europa é comprada pela IAG por um bilhão de euros]
Turismo

Air Europa é comprada pela IAG por um bilhão de euros

Por Matheus Simoni no dia 04 de Novembro de 2019 ⋅ 09:20 em Turismo

Aquisição visa transformar Madri em um hub que concorra de igual para igual com aeroportos como Amsterdã (KLM), Frankfurt (Lufhansa), Londres Heathrow (British Airways) e...