Turismo

Barragem da Pedra e Rio de Contas são alívio para o calor de Jequié, a Cidade Sol

Barragem da Pedra e Rio de Contas são alívio para o calor de Jequié, a Cidade Sol

[Imagem not found]
Foto : NaBahia

Por NaBahia no dia 21 de Dezembro de 2017 ⋅ 07:44

Onde faz calor o ano inteiro, nada mais natural do que a água ser o principal meio de lazer da população. Em Jequié é assim. E é justamente nessa combinação que mora o potencial turístico da Cidade Sol, como é conhecido o município da zona turística Caminhos do Sudoeste

Barragem da Pedra: principal atrativo de Jequié
Potencial (Foto: Flickr/Reprodução Daniel9d Martins)


Entorno da Barragem da Pedra, instalada no Rio de Contas giram as principais atrações da região. Dá para chegar até a entrada da barragem, a 18 km da sede, de ônibus ou carro. Do portão em diante, a caminhada é suave. 

Quando chove, o vale fica bem verdinho
(Foto: Reprodução/Instagram Dimas de Campos)

 

No Dia de São José, celebrado em 19 de março, o turismo religioso abraça o local. A Pedra Santa, onde existe uma pequena gruta dedicada ao santo, é o destino de uma romaria. A trilha é de contemplação, com um visual encantador. 

Cajueiro e Barragem do Criciúma: passeio agradável em Jequié
(Foto: Reprodução)

 

A região do cajueiro e a Barragem do Criciúma também costumam ser bastante frequentadas por famílias inteiras para dar um mergulho e tomar uma cervejinha. Também é comum encontrar quem pratique jet ski nessas águas. Pode ser que você encontre um som alto aqui ou acolá, mas nada que chegue a atrapalhar o passeio. 

Os mais aventureiros podem tomar o rumo da Pedra do Curral Novo, que oferece uma vista única de toda a área. Embora o acesso seja fácil, é necessário ter cuidado redobrado, por causa da altitude. Se estiver chovendo, nem pense em fazer o passeio. 

Cacjoeira do 19: fácil acesso e banho gelado para refrescar
(Foto: Emanoel Braga/Reprodução Facebook)

Outro grande atrativo da região é a Cachoeira do Km 19 na BR 330, sentido Jequié-Ipiaú. De facílimo acesso, a água do Rio Preto do Criciúma é um alívio no calor forte.

Por estar situada em uma área de transição entre Mata Atlântica e Caatinga, fazer trilha em Jequié é poder entrar em contato com a riqueza desses dois biomas. Ainda que não demarcadas, elas são de fácil acesso. Mesmo assim é imprescindível ir acompanhado de alguém que conheça o caminho. 

Caatinga e Mata Atlântica são dois biomas encontrados na região
(Foto: Reprodução/Instagram Dimas de Campos)

 

Apesar de em 2017 Jequié ter sido um dos municípios baianos incluído, oficialmente, no novo Mapa do Turismo Brasileiro, com a classificação B, ainda tem muito a melhorar. Credenciar e treinar guias especializados pode ser o começo.

Se ligue!
Jequié fica a cerca de 370km de Salvador, via BR-116

Notícias relacionadas