Turismo

Leilão da Avianca é suspenso pela Justiça de São Paulo

A decisão é baseada em parte por pedido de uma das credoras, a Swissport

[Leilão da Avianca é suspenso pela Justiça de São Paulo]
Foto : Reprodução / Pedro Viana / Aeroflap

Por Catarina Lopes no dia 06 de Maio de 2019 ⋅ 18:20

O leilão de ativos da Avianca Brasil, que iria ocorrer amanhã (7), foi suspenso por decisão liminar do Tribunal da Justiça de São Paulo (TJ-SP). A coluna Direto na fonte, de Sonia Racy, no jornal O Estado de S.Paulo, havia avaliado com especialistas que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) poderia questionar a venda de slots, ou seja, autorizações para pousos e decolagens da Avianca, já que é proibido pela agência reguladora.

A Avianca tem mais de R$ 3 bilhões em dívidas e vem cancelando centenas de voos. O pedido de cancelamento do leilão veio de uma das credoras da empresa, a Swissport, que quer anular o plano de recuperação judicial aprovado. Segundo a credora, o acordo entre a Avianca, o fundo Elliot, a Gol e a Latam apresenta um conflito de interesses, pois prevê o recebimento de capital pelo fundo antes da aprovação do plano.

Notícias relacionadas