Vida Alheia

Criador do Guia do Soteropobretano admite não conhecer passarinha: ʹNé frango a passarinha?ʹ

Iuri Barreto, criador do Guia de Sobrevivência do Soteropobretano, página que dá dicas da programação cultural de Salvador e já tem mais de 87 mil seguidores, acabou em uma grande saia justa durante entrevista à Rádio Metrópole ontem (16), quando confessou que não conhece a iguaria. [Leia mais...]

[Criador do Guia do Soteropobretano admite não conhecer passarinha: ʹNé frango a passarinha?ʹ]
Foto : Matheus Simoni/ Metropress

Por James Martins no dia 17 de Abril de 2018 ⋅ 09:30

Iuri Barreto, criador do Guia de Sobrevivência do Soteropobretano, página que dá dicas da programação cultural de Salvador e já tem mais de 87 mil seguidores, acabou em uma grande saia justa durante entrevista à Rádio Metrópole ontem (16), quando confessou que não conhece passarinha, iguaria tradicionalíssima do tabuleiro da baiana, ao lado dos acarajés, abarás, cocadas e bolinhos de estudante.

"Né frango a passarinha?", atrapalhou-se, ao ser questionado se já comeu ou mesmo se apenas conhece o quitute, feito com o baço do boi. A confissão caiu como uma bomba entre os seguidores do guia, que, decepcionados, encheram a caixa de mensagens de Iuri e se manifestaram na rádio. Um deles, com senso de oportunidade, criou em seguida a página "Eu Não Conheço Passarinha" – que pretende educar baianos em baianidades do tipo, para evitar vexames.

Ao admitir que não conhece passarinha, Iuri Barreto entrou para um seleto clube de que já fazem parte o documentarista Chico Kertész e o presidente da Câmara de Vereadores Leo Prates, ambos, até então, únicos ignorantes no assunto. Para suprir a lacuna, em breve o Metro1 promoverá o encontro do trio com a famigerada e saborosa passarinha, em matéria especial de interesse público. Aguardem.

Notícias relacionadas

[Família coloca casa de Arlindo Cruz à venda]
Vida Alheia

Família coloca casa de Arlindo Cruz à venda

Por Metro1 no dia 03 de Setembro de 2019 ⋅ 13:30 em Vida Alheia

O imóvel foi avaliado em R$ 800 mil e está em um condomínio que processou o cantor, no ano passado, por falta de pagamento