Vida-Alheia

Marco Luque admite que CQC teve função de dar holofote a Bolsonaro

"Eu acho que assim como Bolsonaro, Palmirinha [Vovó Palmirinha, cozinheira e apresentadora] também teve seu holofote no CQC de uma forma ou de outra" disse o comediante

[Marco Luque admite que CQC teve função de dar holofote a Bolsonaro]
Foto : Divulgação / Band

Por João Brandão no dia 12 de Maio de 2020 ⋅ 18:49

O comediante Marco Luque admitiu que o ex-programa Custe o Que Custar (CQC), que era exibido na Band, teve uma função de dar holofote ao hoje presidente Jair Bolsonaro, durante entrevista hoje (12) à Rádio Metrópole.

"Eu acho que assim como Bolsonaro, Palmirinha [Vovó Palmirinha, cozinheira e apresentadora] também teve seu holofote no CQC de uma forma ou de outra. [O programa] teve essa função sim", disse.

O CQC foi exibido de 2008 a 2015 na TV aberta. O programa era composto por uma bancada com três apresentadores fixos – entre eles Luque – e um time de repórteres, o programa tratava os fatos políticos, artísticos e esportivos da respectiva semana, ocorridos no Brasil e no mundo, com pitadas satíricas e humorísticas, brincando com as informações.

Ex-integrante do programa CQC, Luque havia afirmado ano passado que a atração "não tem culpa" de Jair Bolsonaro ter se tornado presidente da República.

Notícias relacionadas