Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Filme mostra exposição afro-brasileira organizada por Mestre Didi em 1974

A mostra, que estreava no MAM-RJ, já tinha passado por Londres, Paris, Lagos, Dakar e Buenos Aires

Foto : Reprodução YouTube

Por James Martins no dia 06 de Abril de 2021 ⋅ 09:50

Com curadoria de Déoscoredes M. dos Santos, o famoso Mestre Didi, a exposição de arte afro-brasileira que tinha sido promovida em diversos lugares do mundo chegava, finalmente, ao Brasil. Estamos em 1974, em pleno regime militar, e a mostra estreava no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Destaque para a aparição do dançarino norte-americano Clyde Morgan (0:32), figura marcante na vida cultural soteropolitana, ligado inclusive à criação do bloco Ilê Aiyê, naquele mesmo ano. Foi ele, por exemplo, quem apresentou o francês Radovan Borojevic à negrada do Curuzu. E, segundo dizem, o apartamento de Radovan em Salvador foi um dos quartéis-generais da revolução. Assista! #TaNoYouTube  

Vídeos Relacionados