Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Home

/

Indicações da Metropole

/

"O menino e a garça": o adeus mágico de Hayao Miyazaki

"O menino e a garça": o adeus mágico de Hayao Miyazaki

Vencedor do Oscar de animação, filme retrata de forma sensível a jornada do Jovem Mahito em um mundo que reúne vivos e mortos

"O menino e a garça": o adeus mágico de Hayao Miyazaki

Foto: Divulgação/Studio Ghibli

Por: Gláucia Campos no dia 15 de abril de 2024 às 18:10

Após a perda de sua mãe durante a Segunda Guerra Mundial, no Japão, o jovem Mahito embarca em uma jornada fantástica, guiado por um homem-garça, em busca de respostas sobre si e sua família. 

O longa, considerado o último filme de Hayao Miyazaki, um dos fundadores do Studio Ghibli, mostra de maneira sensível o processo de amadurecimento do garoto de uma forma que apenas as animações ‘Ghibli’ conseguem retratar. O tempo do filme se desenvolve em espiral, presente, passado e futuro acontecem de forma conjunta no mundo mágico, que reúne mortos e vivos no quintal da casa de Mahito.

A referência ao passado também extrapola a trama do filme, trazendo elementos de outras obras da carreira de Miyazaki e a sua própria vida. Quem decide assistir, além de acompanhar a história fantástica, tem a oportunidade de se deparar com animações vibrantes de um mundo surrealista.

O longa-metragem rendeu ao diretor seu segundo Oscar de melhor animação e se tornou a segunda maior bilheteria de estreia de um filme do Studio Ghibli, faturando US$ 11,3 milhões no primeiro fim de semana. O filme ainda não está disponível nos streamings, mas a Netflix, afirmou em uma publicação no X (antigo Twitter) que deve incluir a animação em seu catálogo em breve. 

Confira o trailer: