Criminal

Nova série policial da Netflix convida o público a descobrir os verdadeiros culpados dos crimes

[Criminal]
Foto : Reprodução

Por Mario Kértesz no dia 02 de Outubro de 2019 ⋅ 19:46

Uma sala escura. Um suspeito é interrogado em seu último testemunho. É nesse cenário de investigação que se passa a nova série da Netflix, Criminal, lançada no final de setembro. Durante os 12 episódios da temporada, a equipe policial tenta descobrir quem é o verdadeiro culpado de cada crime.

Entretanto, diferentemente de outras séries policiais, os espectadores não acompanham todas as fases do caso. Não é mostrado como o delito foi cometido, pois a atenção é concetrada na sala de investigação e nos conflitos mentais entre os detetives e os suspeitos.

A temporada é dividida em quatro partes e cada caso é dividido em três episódios, que são situados no Reino Unido, França, Inglaterra e Espanha. A Netflix trabalhou apenas com atores locais de cada um dos países. No elenco britânico, temos alguns atores que já apareceram em outras produções da empresa: David Tennant, que atuou em Jessica Jones, e Hayley Atwell, de Black Mirror.

O objetivo dos investigadores é desvendar, no bloco da Alemanha, um caso que há mais de vinte anos está sem solução. Já na Espanha, a detetive Maria está perto de prender o traficante que atropelou sua irmã. É nesse enredo de tensão que Criminal convida o público a entrar no universo das investigações policiais.

Indicações relacionadas

[A estreia solo de Ná Ozzetti, em 1988]

A estreia solo de Ná Ozzetti, em 1988

Por Juliana Rodrigues no dia 13 de Outubro de 2020 ⋅ 11:37

No primeiro disco, cantora paulistana projetada no grupo Rumo ergue as bases de sua trajetória ao aliar tradição e modernidade

[O Dilema das Redes]

O Dilema das Redes

Por Mário Kertész no dia 18 de Setembro de 2020 ⋅ 08:15

Especialistas em tecnologia e profissionais da área fazem um alerta: as redes sociais podem ter um impacto devastador sobre a democracia e a humanidade.

[Parasita]

Parasita

Por Mário Kertész no dia 22 de Janeiro de 2020 ⋅ 18:49