Domingo, 25 de julho de 2021

Bahia

Justiça suspende investigadores após denúncia de tortura em Dias D'Ávila

A Justiça suspendeu dois investigadores da Polícia Civil de Dias D´Ávila, após uma denúncia do Ministério Público (MP). Renato Otávio Pinheiro de Souza e Paulo Mendes Batista teriam torturado dois presos na sala do Serviço de Investigação (SI) da unidade policial. [Leia mais...]

Justiça suspende investigadores após denúncia de tortura em Dias D'Ávila

Foto: Tacio Moreira/Metropress

Por: Gabriel Nascimento no dia 30 de janeiro de 2016 às 18:38

A Justiça suspendeu dois investigadores da Polícia Civil de Dias D´Ávila, após uma denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA). Renato Otávio Pinheiro de Souza e Paulo Mendes Batista teriam torturado dois presos na sala do Serviço de Investigação (SI) da unidade policial.

De acordo com a denúncia, laudos periciais de lesões corporais comprovaram a pratica de tortura, que teria ocorrido no dia 21 de outubro de 2014. Os investigadores ainda teriam ameaçado os detidos de morte além de privá-los do contato com familiares. A medida de suspensão foi classificada como “imperiosa” pelo juiz Danilo Barreto Modesto, “sem o prejuízo da percepção dos vencimentos”, pela possibilidade dos policiais se valerem de suas funções para intimidar vítimas e testemunhas, o que poderia comprometer a ordem pública e a instrução criminal. O magistrado também considerou haver 'perigo iminente de reiteração delitiva por parte dos mesmos”. 

A denúncia foi oferecida pela promotora de Justiça Ana Isabela Ribeiro Souza, da comarca, em parceria com promotores de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco). 

Justiça suspende investigadores após denúncia de tortura em Dias D'Ávila - Metro 1