Bahia

Rui Costa diz que vai insistir na venda da Ebal: "Não apareceu interessado"

A privatização da Empresa Baiana de Alimentos S.A (Ebal) também foi comentada pelo governador do estado, Rui Costa (PT), em conversa com Mário Kertész, na manhã desta quinta-feira (22). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/ Ebal

Por Matheus Morais e Gabriel Nascimento no dia 22 de Setembro de 2016 ⋅ 08:48

A privatização da Empresa Baiana de Alimentos S.A (Ebal) também foi comentada pelo governador do estado, Rui Costa (PT), em conversa com Mário Kertész, na manhã desta quinta-feira (22). Segundo Rui, ainda não apareceu nenhum interessado em comprar a empresa. "Tentamos uma venda, não apareceu nenhum interessado. Recebemos cartas pedindo pra reformular o modelo, estamos ajustando o modelo pra atrair investidores, mas pretendo ainda este ano, colocar mais uma vez a empresa a venda", disse. 

De acordo com o governador a Empresa foi reestruturada, "demos uma enxugada, mantemos apenas as lojas mais rentáveis, são 100 lojas. Estamos buscando, até o final do ano, colocarmos à venda, para que os empregos sejam preservados e as lojas continuem abertas. Porque não há sentido o governo do estado ter um supermercado. Por ano, eu estava botando, R$ 60 milhões por ano. O HGE 2 custou R$ 80 milhões. Não há sentido manter isso", ressaltou. 

Notícias relacionadas