Bahia

Bahia tem aumento no rendimento do trabalhador em 2016 mas registra recuo nas vagas de emprego

O rendimento médio do trabalhador baiano no ano passado registrou aumento real de 2,06%, e passou de R$ 2.356,19, em 2015, para R$ 2.404,68 em 2016, o que representa um crescimento superior ao ganho real médio do trabalhador brasileiro, que avançou 0,79%. [Leia mais...]

[Bahia tem aumento no rendimento do trabalhador em 2016 mas registra recuo nas vagas de emprego]
Foto :Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Por Laura Lorenzo no dia 20 de Outubro de 2017 ⋅ 13:33

O rendimento médio do trabalhador baiano no ano passado registrou aumento real de 2,06%, e passou de R$ 2.356,19, em 2015, para R$ 2.404,68 em 2016, o que representa um crescimento superior ao ganho real médio do trabalhador brasileiro, que avançou 0,79%.

De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI), contudo, a Bahia contabilizava, em dezembro de 2016, 2.171.345 empregos formais, o que representou uma perda de 141.059 postos se comparado ao mesmo período de 2015, quando o número de vagas era 2.312.404. Em um ano, houve retração de 6,10% no total de empregos formais, o que representou uma diminuição superior ao registrado para a Região Nordeste (-5,20%) e para o Brasil (-4,16%).

Entre 2015 a 2016 todos os setores de atividade econômica na Bahia revelaram variação negativa no estoque de empregos formais. A Administração Pública, com recuo de 52.538 no número de postos formais, foi o setor com a maior perda absoluta de um ano ao outro, seguido por Serviços (-40.840 postos formais), Construção Civil (-20.558 postos), Comércio (-16.377 postos), Indústria de Transformação (-7.305 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-1.495 postos), Extrativa Mineral (-1.204 postos) e Agropecuária, Extrativa Vegetal, Caça e Pesca (-742 postos).

Notícias relacionadas

[Inema aponta 15 praias impróprias para o banho; confira]
Bahia

Inema aponta 15 praias impróprias para o banho; confira

Por Kamille Martinho no dia 08 de Dezembro de 2019 ⋅ 13:00 em Bahia

O instituto ainda recomenda aos usuários das praias que ao observarem presença de óleo evitem fazer a utilização das mesmas e não toquem, nem removam os resíduos encontra...