Bahia

Protesto de caminhoneiros deixa cidades da Bahia sem combustíveis

Apesar de o movimento preocupar, Salvador ainda não sofre com a falta dos produtos nas bombas

[Protesto de caminhoneiros deixa cidades da Bahia sem combustíveis]
Foto : Reprodução / Mais Goias

Por Alexandre Galvão no dia 23 de Maio de 2018 ⋅ 14:20

A paralisação promovida por caminhoneiros contra o preço do diesel nos combustíveis já afeta algumas cidades da Bahia. De acordo com a assessoria do Sindcombustíveis, há escassez de gasolina, álcool e diesel em Vitória da Conquista e Jequié, no sudoeste do estado, e Barreiras, no oeste.

Apesar de o movimento preocupar, Salvador ainda não sofre com a falta dos produtos nas bombas. De acordo com o grupo, no entanto, não há como prever se a capital será afetada. A mobilização dos profissionais de transporte de carga está no terceiro dia.

Na tentativa de encerrar a greve dos caminhoneiros, que já atinge 24 estados, o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, anunciou na noite de ontem que o governo vai zerar a cobrança da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre o diesel, uma das reivindicações dos grevistas.

Os bloqueios são organizados pela Associação Brasileira dos Caminhoneiros, que representa motoristas autônomos, motivo pelo qual a paralisação não envolve veículos fretados. Segundo a entidade, as medidas do governo e da Petrobras não terão impacto sobre as mobilizações. Em nota, o presidente da Abcam, José da Fonseca Lopes, reforçou o pedido para que a categoria mantenha os atos, sobretudo nas rodovias.

Segundo a entidade, 300 mil caminhoneiros aderiram às manifestações ontem (22), 100 mil a mais que no dia anterior. Ainda não há um balanço dos protestos de hoje (23).

Notícias relacionadas

[Incêndio atinge fábrica em Simões Filho]
Bahia

Incêndio atinge fábrica em Simões Filho

Por Juliana Almirante no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 07:27 em Bahia

Fábrica é localizada na Rua Marechal Hermes da Fonseca, em frente a uma unidade dos Bombeiros.