Bahia

Após reclamação de moradores, Sesab diz que água não representa ameaça à saúde

Resultados constam em amostras de municípios que supostamente possuem os maiores índices de contaminação por agrotóxicos

[Após reclamação de moradores, Sesab diz que água não representa ameaça à saúde]
Foto : Divulgação/ Sabesp

Por Juliana Almirante no dia 17 de Maio de 2019 ⋅ 11:40

Depois da reclamação de moradores sobre a qualidade da água que recebem em casa, a Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental (Divisa) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que os dados de controle de Salvador e mais cinco cidades não apontam uma ameaça à saúde da população baiana.

Os resultados constam em amostras de municípios que supostamente possuem os maiores índices de contaminação por agrotóxicos (São Félix do Coribe, Mucugê, Itapetinga e Camaçari, assim como a capital baiana e Feira de Santana). As substâncias estão abaixo dos valores máximos permitidos pela legislação vigente.

A diretoria da Divisa ressalta que é importante salientar que a qualidade da água é dinâmica, muda constantemente, então é necessário o controle e vigilância da qualidade da água e a análise dos dados de forma continuada, para verificação do atendimento do padrão de potabilidade.

A Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental priorizou 43 municípios para realizar o monitoramento de vigilância para o parâmetro agrotóxicos, com coletas de amostras de água nas estações de tratamento de água, em quatro etapas ao longo do ano, de acordo com os seguintes critérios: desenvolvimento de atividades agrícolas, casos notificados de agravos por agrotóxicos, denúncias de uso abusivo de agrotóxicos.

O monitoramento teve início em 2016, com 16 municípios e, até o momento, os resultados apresentados não detectaram presença de agrotóxicos na água para consumo humano.

As amostras de vigilância são encaminhadas ao laboratório de toxicologia da Fiocruz, no Rio de Janeiro, que por sua vez disponibiliza os laudos para o Lacen – Bahia. O Lacen repassa os resultados para a Divisa, que encaminha por aos municípios, para que avaliem os resultados e alimentem o sistema de informação – Sisagua. 

Notícias relacionadas