Bahia

Rui Costa cancela participação na inauguração do aeroporto de Conquista

O anúncio foi feito por meio de suas rede sociais, nesta segunda-feira (22)

[Rui Costa cancela participação na inauguração do aeroporto de Conquista]
Foto : Arquivo / BNews

Por Adelia Felix no dia 22 de Julho de 2019 ⋅ 15:02

O governador da Bahia Rui Costa (PT) cancelou sua participação na inauguração do aeroporto de Vitória da Conquista, no sul da Bahia, na próxima terça-feira (23). O anúncio foi feito por meio de suas redes sociais, na tarde desta segunda-feira (22).

Segundo o chefe do Executivo Estadual, a medida anunciada pela prefeitura e pelo governo Bolsonaro exclui o povo da inauguração. “Pessoas escolhidas a dedo como se fosse uma convenção político-partidária. Não posso concordar com isso. Por isso, não vou comparecer à inauguração do aeroporto que o povo da Bahia construiu, que o Governo do Estado construiu”, disse o petista, nesta segunda-feira (22).

Na mensagem, o governador destacou a importância de todos os trabalhadores que se dedicaram por muitos anos na construção do equipamento e reconheceu o papel dos ex-presidentes Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB); do ex-governador Jaques Wagner (PT); e do ex-secretário estadual de infraestrutura, Otto Alencar (PSD), para a conclusão da obra. 

Na noite deste domingo (21), por ordem da prefeitura, dois outdoors do Governo do Estado foram removidos das proximidades do novo aeroporto. À imprensa local, a Secretaria Municipal de Serviços Públicos informou que 17 placas de outdoors instaladas de forma irregular em áreas próximas ao acesso do aeroporto foram interditadas.

"Entre elas, uma estrutura foi removida do local por estar em área pública. As demais, que se encontram em terreno privado, tiveram seus anúncios removidos. No entorno do novo aeroporto, há apenas uma placa de outdoor regularizada, que encontra-se preservada", diz trecho da nota.

Também no fim de semana, integrantes do PT defenderam que o governador não participasse do evento que contará com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e apoio do prefeito Herzem Gusmão (MDB). Segundo o líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), deputado Rosemberg Pinto (PT), só poderão participar da cerimônia 300 convidados.

“O governador Rui Costa só terá direito a convidar 70 pessoas. O prefeito de Vitória da Conquista terá direito a 50 convidados e o presidente outros 150 convidados, além de 30 jornalistas. Ou seja, serão 200 pessoas para vaiar o governador”, afirmou.
 

Notícias relacionadas