Sábado, 27 de novembro de 2021

Bahia

Após canonização de Santa Dulce, Osid espera ampliação de doações

Superintendente Maria Rita Pontes ainda confirma que será ampliado o atendimento oftamológico da Osid, após a arrecadação com o evento de canonização na Fonte Nova

Após canonização de Santa Dulce, Osid espera ampliação de doações

Foto: Tácio Moreira/ Metropress

Por: Juliana Almirante no dia 25 de outubro de 2019 às 08:48

Depois da canonização da Santa Dulce dos Pobres, a superintendente da Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), Maria Rita Pontes afirmou, em entrevista à Rádio Metrópole hoje (25), que aguarda a ampliação das doações à rede de assistência criada pela freira baiana. 

"Agora por conta da canonização, parece que esses números das Obras estão ficando gravados nas mentes das pessoas. Então me falam: "Poxa, são 3,5 milhões de atendimentos laboratoriais, 12 mil cirurgias por ano, vocês tem um centro que cuida de fissurados, um centro que cuida de reabilitação, que só existem quatro no país'. Então essas informações começam a ficar gravadas na mente e no coração das pessoas, que estão se mobilizando para ajudar. Esse é um resultado da canonização, que espero que possa alavancar mais doações, mais ajuda, para que a gente possa continuar e ampliar, porque tem muita coisa para fazer, não só na área de turismo religioso, mas nas obras. Teve muita coisa que a gente não fez ao longo dos anos, principalmente na área de infraestrutura, e que são fundamentais agora", declarou Maria Rita. 

Com os valores arrecadados pela instituição na cerimônia de canonização de Irmã Dulce, na Arena Fonte Nova, em Salvador, no último domingo (20), a superintendente confirma que será ampliado o atendimento oftamológico da Osid.

"Com esse recurso do evento na Fonte Nova, a gente conseguiu praticamente todo o recurso para construir o novo espaço da ofatmologia, que aumentar o atendimento para 1.600 pessoas. Vamos ampliar para um espaço de 400 metros quadrados. São coisas que pelo SUS não se faz ainda e a gente vai poder oferecer com esses novos equipamentos. Espero que a essa obra fique pronta em poucos meses e a gente tendo esse recurso em caixa, vamos poder iniciar a obra. É mais um milagre de irmã dulce. O último milagre foi da visão e a gente vai poder ajudar muitas pessoas a ter sua visão recuperada", disse a superintedente. 

Após canonização de Santa Dulce, Osid espera ampliação de doações - Metro 1