Segunda-feira, 06 de dezembro de 2021

Bahia

'Nem no pior pesadelo imaginei que pudesse ser tão violentado', diz jovem baleado por beijar companheiro

Marcelo Macêdo foi atingido por quatro tiros. "Ver a morte de perto é assustador. Nos paralisa", disse

'Nem no pior pesadelo imaginei que pudesse ser tão violentado', diz jovem baleado por beijar companheiro

Foto: Reprodução/Acervo pessoal

Por: Kamille Martinho no dia 25 de outubro de 2019 às 14:40

Marcelo Macêdo, de 33 anos, atingido por quatro tiros após beijar outro homem dentro de um bar em Camaçari (BA) disse que viveu "um verdadeiro filme de terror". O ataque aconteceu no último domingo (20).

"É difícil acreditar que as pessoas são agredidas tão cruelmente e de maneira tão covarde pelo simples fato de demonstrar afeto. É triste. Dói. Estou despedaçado", disse em uma postagem nas redes sociais.

Depois da agressão por três homens que estavam no mesmo bar, Marcelo já passou por uma cirurgia e permanece internado no Hospital Geral de Camaçari (HGC). "Nem no meu pior pesadelo eu imaginei que um dia pudesse ser tão violentado. Ver a morte de perto é assustador. Nos paralisa", completou.

A titular da 18ª Delegacia, Thaís Siqueira, havia informado que obteve acesso às imagens do bar e estava identificando os autores da tentativa de homicídio. Após o comunicado, dois dos envolvidos se apresentaram. Segundo a delegada, a tentativa de homicídio foi motivada por homofobia.

'Nem no pior pesadelo imaginei que pudesse ser tão violentado', diz jovem baleado por beijar companheiro - Metro 1