Bahia

Vereador de Campo Formoso e mulher dele são presos em operação contra venda de CNH

Outras nove pessoas foram presas e 20 mandados de busca e apreensão são cumpridos na Operação “Captius”

[Vereador de Campo Formoso e mulher dele são presos em operação contra venda de CNH]
Foto : Ivan Silva Notícia

Por Juliana Almirante no dia 21 de Novembro de 2019 ⋅ 08:32

O vereador de Campo Formoso Arlivan Gonçalves (PDT) e sua esposa, Ruth Maria Batista, foram presos hoje (21), na Operação “Captiosus”, deflagrada pela Polícia Civil no norte do estado.

Ao Metro1, o delegado Felipe Nery informou que os dois são suspeitos de liderar uma organização criminosa que negociava a venda de carteiras de habilitação, em um esquema que ocorria no 27ª Ciretran, de Senhor do Bonfim.  Arlivan é ex-diretor do órgão de trânsito e também dono de autoescola.

A operação ainda prendeu três servidores do Ciretran: Manoel Regivaldo Vitor Damasceno, João Bosco Soares Guimarães e Carlos Alberto Menezes Andrade.

Outras três proprietárias de centros de Formação de Condutores (CFCs), identificadas como Maria Angélica Rodrigues, Antônia Maria de Carvalho Conceição, a Toinha, e Marley Pollyanna Carvalho Feliz, além dos instrutores de direção Emerson Pinheiro Sena Gomes, Reinivan Silva Alves e José Sergio Aleixo da Silva, também tiveram os mandados de prisão cumpridos.

No total, foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão e 11 de prisão. Os presos são levados para a delegacia de Senhor do Bonfim.

“As pessoas retiravam a carteira só pagando propina, sem fazer o exame. Foram dois anos de investigação. O esquema ocorria desde o início da investigação, em 2017", explica o delegado.

Foram apreendidas quantias em dinheiro e materiais do Ciretran nas casas dos investigados.

Em nota, o Detran afirmou que os servidores envolvidos serão exonerados. Confira o comunicado na íntegra:

A operação da Polícia Civil no norte do estado conta com o apoio do Detran-BA, que é favorável a todas as investigações de combate à corrupção, envolvendo servidores e empresas credenciadas ao órgão. Os servidores identificados na operação serão exonerados, sem prejuízo para a abertura de processos disciplinares. As autoescolas citadas serão notificadas para prestar esclarecimentos e podem ter o credenciamento cancelado. O Detran-BA está contribuindo com a polícia para a elucidação do caso. Uma equipe da Corregedoria da autarquia foi enviada ao município de Senhor do Bonfim, na manhã desta quinta-feira (21).

*Atualizada às 10h07

Notícias relacionadas