Sexta-feira, 26 de novembro de 2021

Bahia

Operação Faroeste: ex-presidente do TJ teria atuado em favor de líder de esquema criminoso

Maria do Socorro Barreto Santiago teria sido presa no bojo das operações.

Operação Faroeste: ex-presidente do TJ teria atuado em favor de líder de esquema criminoso

Foto: Ascom/TJ-BA

Por: Alexandre Galvão no dia 29 de novembro de 2019 às 08:41

Ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago teria atuado em favor de Adailton Maturino, apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como o líder do esquema que tenta grilar terras no Oeste da Bahia. 

Em bilhete encontrado na casa de Socorro, há um pedido para o governador da Bahia, Rui Costa. Não é possível dizer que o pedido chegou a ser feito ao petista e nem mesmo atendido. 

Diz o trecho: "Pedir ao governador nos atender para que ele fale com o Julio Ribar, da Embrapa Vancy do Aeroporto para atender o pessoal da Addey Taxi Aereo, Yeda Muricy Guimarães". 

Em incursão ao hangar da empresa, a Polícia Federal encontrou uma aeronave que trazia a seguinte inscrição: "Embaixada da Guiné Bissau". 

Ministro relator do caso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), Og Fernandes afirma que, caso a empresa de táxi aéreo esteja vinculada à Guiné Bissau, deduz-se que a desembargadora "estaria pedindo favores ao governador e ao juiz federal em benefício do investigado". 

Hoje, de acordo com O Globo, Maria do Socorro Barreto Santiago teria sido presa no bojo das operações.

Leia mais:

>>> PF prende ex-presidente do TJ-BA em nova fase da operação Faroeste

>>> Operação Faroeste: Borracheiro latifundiário que estava foragido se entrega à PF

Operação Faroeste: ex-presidente do TJ teria atuado em favor de líder de esquema criminoso - Metro 1