Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Dados de mais de 200 milhões de brasileiros são expostos por falha do Ministério da Saúde

Informações sobre todas as pessoas cadastradas no SUS ou beneficiárias de um plano de saúde ficaram abertas para consulta

[Dados de mais de 200 milhões de brasileiros são expostos por falha do Ministério da Saúde]
Foto : Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Por Adele Robichez no dia 02 de Dezembro de 2020 ⋅ 11:40

Uma falha de segurança de notificações da Covid-19 do Ministério da Saúde expôs, por no mínimo seis meses, dados pessoais de mais de 200 milhões de brasileiros. As informações de todos os indivíduos cadastrados no SUS ou beneficiários de um plano de saúde ficaram abertas para consulta.

Segundo investigação feita pelo Estadão, foram expostos cerca de 243 milhões de registros de pacientes, com informações como número do CPF, nome completo, endereço e telefone. O total de registros inclui informações de pessoas que já morreram, por isso é maior que o número de habitantes no país (210 milhões).

O presidente da República Jair Bolsonaro, o deputado Federal Rodrigo Maia, o senador Davi Acolumbre e o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, foram algumas das pessoas que tiveram a privacidade violada.

Notícias relacionadas