Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil

Covid-19: Mulher, negra e enfermeira do Emílio Ribas será a primeira vacinada em São Paulo

Mônica Calazans acredita que a vacina fará finalmente o Brasil sair das trevas, disse à coluna da jornalista Mônica Bergamo

[Covid-19: Mulher, negra e enfermeira do Emílio Ribas será a primeira vacinada em São Paulo]
Foto : Arquivo Pessoal

Por Luciana Freire no dia 17 de Janeiro de 2021 ⋅ 14:20

 

A primeira pessoa escolhida para tomar a Coronavac, vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria, no Brasil, com o Instituto Butantan, é uma mulher, negra e enfermeira. A informação foi divulgada pela coluna da jornalista Mônica Bergamo.

A escolhida: Mônica Calazans tem 54 anos e trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo. Ainda de acordo com a coluna, Mônica faz parte do grupo de risco, é obesa, hipertensa e diabética. Moradora de mora em Itaquera, na zona leste da capital paulista, e atua na linha de frente da pandemia da Covid-19 desde maio. 

Mônica decidiu se inscrever para as vagas de enfermagem abertas no regime de CTD (Contrato por Tempo Determinado). E escolheu o Emílio Ribas para trabalhar. Ela trabalha na UTI em dias alternados, em escalas de 12 horas. O setor tem 60 leitos exclusivos para pacientes de Covid-19.

À coluna, a enfermeira afirmou que a vacina fará finalmente o Brasil sair das trevas.

Notícias relacionadas