Sábado, 04 de dezembro de 2021

Brasil

Orçamento ambiental proposto pelo governo é o menor em 21 anos

Corte na estimativa para o Ministério do Meio Ambiente acontece após um ano com altos índices de desmatamento e queimadas no país

Orçamento ambiental proposto pelo governo é o menor em 21 anos

Foto: Lula Marques

Por: Adele Robichez no dia 22 de janeiro de 2021 às 09:30

O projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2021 tem o menor valor proposto para o Ministério do Meio Ambiente em 21 anos, de acordo com o relatório divulgado hoje (22) pelo Observatório do Clima (OC).

A proposta do orçamento para a pasta foi de R$ 1,72 bilhão. Ela sugere uma redução de 27,4% para a fiscalização ambiental e combate de incêndios florestais em relação ao ano passado e de 34,5% se comparada a 2019. Esse montante inclui os valores que seriam destinados ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A verba destinada à criação, gestão e implementação de Unidades de Conservação (UCs) sofreu uma diminuição de 32,8% em comparação com o ano passado e 61,4% em relação a 2018.

O corte na estimativa para o Meio Ambiente acontece após um ano com altos índices de desmatamento e queimadas no país. Em outubro de 2020, o número de queimadas na Amazônia já haviam ultrapassado o registro de 2019, que já foi 30% maior que em 2018. Além disso, os incêndios no Pantanal tiveram uma alta de 120% em relação a 2019, sendo o maior número de focos da série histórica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Segundo o Inpe, 2020 também foi o segundo pior ano de desmatamento na Amazônia Legal desde 2015, com um total de 8.426 km².

Orçamento ambiental proposto pelo governo é o menor em 21 anos - Metro 1